Nosso blog

Twitter sofre ataque de 75 mil seguidores falsos

Poderia um enxame de contas falsas ser um novo método de sequestro de mídia social?


passarinhos azuis do Twitter e um deles preto e virado ao contrário



Além de um ataque de phishing (forma de fraude eletrônica) pelo Exército sírio e alguns pedidos de pizza fraudulentas de usuários do 4chan, a maioria das ameaças do Daily Dot e seus repórteres ao longo dos últimos dois anos e meio podem ter sido falsas.

Uma empresa de marketing de mídia social ameaçava inundar a conta do Twitter do Daily Dot com seguidores falsos. O culpado ficou conhecido como Swenzy, o antigo SocialVEVO. Ganharam destaque em 2013 com um grande número de perfis falsos na internet, incluindo um anúncio falso da NASA e uma contagem regressiva falsa para um spinoff da série de animação Family Guy estrelada por Brian, o cão.

Os boatos são apenas uma ferramenta de marketing para seus produtos reais: visualizações falsas no YouTube, falsas curtidas no Facebook, falsos seguidores do Instagram, e sim, falsos seguidores no Twitter.

Ao longo dos últimos quatro dias, o Swenzy mais que dobrou o número de seguidores da conta no Twitter do Daily Dot, saindo de 48.000 para 122.000 e aumentando. De acordo com uma popular ferramenta que testa se contas são oficiais ou não, 86% delas eram falsas.

A julgar pelas taxas mencionadas no site da Swenzy, um aumento dessa magnitude normalmente custa em torno de US$800. Então, por que estes marketeiros fazem de graça, especialmente para um site de notícias que dizem odiar?

Existem três respostas: Causar danos ao Twitter da marca Daily Dot, fechar os negócios deles no YouTube ou nos estimular, assim como outras novas organizações a oferecer imprensa livre.

Desde que a Swenzy escorregou na cena do marketing social, o grupo tem enganado uma impressionante lista de organizações de mídia: CNN, Time, o Wall Street Journal, o Huffington Post e outros.

Em meados de novembro, um suposto ex- funcionário da SocialVEVO estendeu a mão para o Daily Dot para revelar os podres do grupo de marketing compartilhando registros que pretendem provar que produtores de grandes nomes da música tinham pago mais de $100.000 por visualizações falsas no YouTube. Ele também envolveu a Vevo, um rolo compressor de hospedagem de vídeo que trabalha com artistas como Justin Bieber, Rihanna e Britney Spears na compra de visualizações falsas do YouTube.

Foi tudo uma grande farsa. Os recibos de pagamento eram péssimos e ainda foram feitos no Photoshop, o script não fazia sentido e a Vevo nunca tinha ouvido falar da SocialVEVO. Um porta-voz disse ao Daily Dot que planejava "fazer valer a sua marca e garantir que a SocialVEVO deixasse de usar o nome VEVO".

Em dezembro, nós publicamos tudo o que tínhamos conseguido sobre SocialVEVO e seu envolvimento com fraudes na Internet.

Em resposta, o grupo mudou seu nome de SocialVEVO para Swenzy e anunciou que, por "razões de segurança", ele não estava mais com visualizações falsas do YouTube. Em um e-mail que recebi no dia 11 de janeiro, Swenzy afirmou que toda a indústria de bots do YouTube tinha deixado de funcionar.
Não demorou muito, a Swenzy começou a anunciar sobre visualizações no YouTube em seu site novamente.

Apesar de 75.000 novos falsos seguidores no Twitter do Daily Dot serem difíceis de perder, a empresa de marketing queria ter certeza de que vimos sua brincadeira e chegaram a mandar um e-mail para comprovar.

As outras agências de notícias na lista de alvos do Swenzy foram o Washington Post, Vocativ, Gawker e Reuters. Mas a partir de uma análise rápida de cada uma de suas contas no Twitter, nada mudou.

O Daily Dot estendeu a mão para o Twitter assim que Swenzy twittou sua ameaça, de modo que estava ciente do problema no momento em que nossa contagem de seguidores começou a disparar. Mas, sem aviso prévio, a nossa conta poderia ter sido vítima de um novo tipo de ataque de negação de serviço, de frente para a suspensão ou exclusão por violar as regras do Twitter contra os seguidores falsos.

De acordo com os termos de serviço do Twitter, "a criação de contas em massa pode resultar na suspensão de todas as contas relacionadas. Por favor, note que qualquer violação das Regras do Twitter é motivo para suspensão permanente de todas as contas".

Outras proibições de regras "que usam ou promovem sites de terceiros que pretendem trazer mais seguidores (como follower trains, sites que prometem 'mais seguidores de forma rápida', ou qualquer outro site que ofereça para adicionar automaticamente seguidores em sua conta)".

Contas falsas são uma mercadoria para a qual os clientes da Swenzy pagam centenas de dólares, mas eles também são uma arma que a empresa pode usar para desligar qualquer conta no Twitter, pelo menos em teoria.

O Twitter não respondeu imediatamente às nossas perguntas sobre o que um usuário comum deve fazer quando confrontado com milhares de novos seguidores falsos. Neste momento, a única opção automatizada é enfraquecer cada conta de spam individual - não é exatamente uma prática contra spammers que podem gerar novas contas tão rapidamente quanto você pode "clicar".

Isso não quer dizer que o Twitter não se preocupa com a fraude de seguidores em larga escala. Dentro do Twitter, a guerra contra o spam começou. Em abril de 2013, a rede social implementou um filtro desenvolvido por pesquisadores da Universidade da Califórnia em Berkeley e George Mason University, que ajudou a identificar e suspender 95% das contas do Twitter falsas.

No entanto, logo depois que essas mudanças foram feitas, o mercado negro de seguidores do Twitter era "mais uma vez próspero", informou o Wall Street Journal. Em novembro, uma em cada 10 contas do Twitter eram falsas.

O presente indesejado do Swenzy de seguidores parece mais um golpe publicitário alegre do que um ataque sério, mas poderia ser uma prova de conceito para os operadores com piores intenções. Imaginem o Exército Eletrônico Sírio recebendo contas suspensas à vontade por abusar das mesmas proteções de spam automatizado que se destinam a tornar o Twitter e o YouTube melhor para todos?

Se o Twitter e outras redes sociais não são capazes de se manter com a crescente onda de contas falsas, sendo que comprá-las é tão barato e fácil que qualquer pessoa pode fazê-lo, poderia um enxame de contas falsas ser um novo método de sequestro de mídia social?

comentários via Disqus