Nosso blog

Saiba porque o WhatsApp é diferente

Gráficos mostram que não só o WhatsApp é diferente, como também é excepcional, sendo um destaque com a mais alta taxa de crescimento no menor tempo possível.


Logo verde do Whatsapp



Há algumas semanas, o Facebook anunciou sua intenção de comprar o WhatsApp por US$ 19 bilhões. A notícia, obviamente, gerou muita discussão e um monte de comentários encheram as redes sociais. O mercado de ações mais ou menos aprovou o negócio, dando ao Facebook ações e capitalização de mercado necessárias. Argumentei que era um negócio irracionalmente racional.

Desde que eu comecei um novo trabalho, meio que ignoro a maioria dos comentários publicados. Há alguns dias atrás, em uma conversa com minha nova colega na True Ventures, Keila Fong, começamos a falar sobre o quão diferente é o WhatsApp que vale US $ 19 bilhões. Então nós comparamos os números do WhatsApp com os de alguns dos outros aplicativos sociais.

Estes gráficos mostram que não só o WhatsApp é diferente, como também é excepcional e fez bem em aproveitar o momento (ou seja, aumento da banda larga mobile). Além disso, é um destaque com a mais alta taxa de crescimento no menor tempo possível.

1 . Número de usuários ativos mensais: Isso mostra o número máximo de usuários mensais ativos para uma série de serviços/produtos ao longo do seu tempo de vida. Os dados são de fontes oficiais, caso contrário, os números são relatados na cobertura da imprensa; a metodologia para o cálculo destes números varia significativamente e é muitas vezes deturpada, mas mesmo com dados direcionais, as diferenças em escala ainda são claras.


Gráfico com barras azuis que mostra o número de usuários ativos no mês



2 . Usuários ativos mensais por idade de produto: O eixo x mostra a idade do produto (anos desde que a empresa foi fundada ou a liberação do produto). O que você pode ver é que o mobile é como combustível de foguete - volume e crescimento são apenas massa.


Gráfico com linhas coloridas que mostra crescimento por idade de produto



3 . Usuários ativos mensais por funcionário: WhatsApp é simplesmente fenomenal em relação aos seus rivais. Nosso takeaway: Empresas estão alcançando maior escala de forma rápida e eficiente.


Gráfico com barras azuis que mostra usuários mensais por funcionário



4 . Usuários de internet e mobile: Isso mostra o crescimento do total de usuários de internet, o total de assinaturas de celulares no mundo e o total de assinantes de banda larga. Os dados são da União Internacional de Telecomunicações (International Telecommunication Union - órgão da United Nations -UN) agregado pelo World Bank. A trajetória de crescimento do WhatsApp praticamente espelha o crescimento dos dados mobile.


Gráfico que mostra em linhas coloridas os usuários de internet e mobile



Outras observações:

A banda larga móvel é apenas uma trajetória como a de um stick de hóquei e será assim por algum tempo. O crescimento de dados móveis é uma das razões de vermos um crescimento mais rápido para algumas das empresas mais novas. Historicamente, o crescimento gradual de linhas fixas de banda larga era uma razão por onde o crescimento foi gradual nos usuários ativos mensais em vários serviços antigos.

Mobile + banda larga fizeram menores e menores "time-to-big". O WhatsApp cruzou a linha dos 200 milhões de usuários ativos em pouco mais de três anos, enquanto o YouTube chegou em mais de quatro, o Facebook levou cerca de cinco, o Twitter levou cerca de seis e o Skype levou cerca de oito anos. Instagram e Snapchat ainda têm de chegar nessa escala.

Surpreendentemente poucas empresas fizeram mais de 300 milhões de usuários ativos mensais. O WhatsApp só tinha acabado de cruzar a linha. Basta verificar o quão baixo os números foram para algumas das empresas mais "quentes".

WhatsApp atingiu um nível sem precedentes de eficiência operacional, mas há semelhanças entre as três empresas mais eficientes (WhatsApp, Instagram e Snapchat); o mobile possibilitou o dimensionamento leve. O Facebook fez uma corrida em todos os três e conseguiu duas de suas três tentativas. Estas três empresas são também as mais jovens nessa comparação e estão/estavam em uma trajetória de crescimento comparável às atuais grandes empresas (por exemplo, o Facebook). Talvez não seja muito surpreendente que o Facebook queira cortar as ameaças pela raiz.

Esses aplicativos de alto crescimento e ameaças ao núcleo do Facebook vieram da grande separação do mesmo, algo que aponto na minha coluna Fastcompany, Facebook Backlash. Suas trajetórias de crescimento não foram demonstradas, mas o Facebook mobile também apresenta um notável rápido crescimento. Facebook e YouTube tem idades semelhantes e seguem trajetórias de alto crescimento paralelas.

comentários via Disqus