Nosso blog

Quais os skills que seu CEO quer que você tenha?

Nunca houve um momento mais desafiador para ser um CIO quando a tecnologia se torna onipresente e crucial e as organizações querem se manter competitivas.

Isto significa que os principais executivos estratégicos estão começando a se tornar muito seletivos sobre a pessoa que direciona estratégias de tecnologia - um dos maiores navios em sua frota - então os líderes de TI devem estar preparados para agradar à medida que a etapa chega ao leme.

Aqui estão algumas das principais habilidades que CEOs valorizam em um CIO hoje.

Entender os objetivos de negócio

Não é novidade que, para viabilizar a estratégia de negócios, CEOs querem que seus CIOs conheçam os objetivos de negócio. Se o CIO é convidado a sentar-se à mesa executiva, ele ou ela deve entender o que os outros líderes esperam realizar.

"Eu tenho trabalhado com os CIOs de sucesso devido à sua apreciação ao o que o CEO estava tentando fazer, e sua apreciação em TI como um fator para o crescimento da empresa, e não de TI como uma entidade que se trata apenas de tecnologia", diz Sharmila Shahani- Mulligan, CEO da ClearStory Data.

Isso também significa contribuir com seu próprio planejamento estratégico simplificando em tendências atuais e futuras de tecnologia, garantindo que a empresa não perca tempo com investimentos que vão fazer a diferença hoje, e não amanhã.

"É muito importante que os CIOs sejam capazes de operar no espaço estratégico e ser capaz de olhar para o que vai vir ao longo do horizonte, como o CIO é muitas vezes a única pessoa que está equipado para fazer previsões sobre tendências tecnológicas dois a três anos fora ', diz Robert Hillard, sócio-gerente, em consultoria com Deloitte.

Varejista de calçados online, Shoes of Prey foi fundada por Jodie Fox, Michael Fox e Mike Knapp, que também preside TI. Jodie Fox, diretor da moda, diz que o alinhamento de Knapp com os fundadores e os objetivos gerais do negócio cria uma " relação amigável " entre liderança e TI.

"O que faz [ Mike ] grande é que ele é incrivelmente empresarial e unido em torno da ideia de o que precisamos para chegar ao melhor resultado para o negócio", diz Jodie Fox . "Ele também é avidamente interessado em outras partes do negócio e se preocupa enormemente e igualmente sobre cada parte de ser o melhor que pode ser .

"Em última análise , os líderes empresariais querem cabeças de TI para trabalhar com eles afim a fim de procurar a melhor solução possível. TI é fundamental para ser capaz de executar a estratégia de um negócio. E quando a estratégia não compreende a execução, nunca é um final bonito ", ela acrescenta.

A gestão de pessoas e atendimento ao cliente

À medida que a tecnologia move de back office para front office, o CEO vai querer um CIO que tem pratica em soft skills, seja com a sua equipe premissa, fornecedores de terceiros, ou os seus clientes no line-of-business (LOB) e além.

"Ter conhecimento de como o domínio do cliente opera é a chave, e não é uma habilidade que geralmente é ensinadao, os CIOs foram progredindo através de fluxos de tecnologia", diz Hillard.

"É a compreensão do comportamento do consumidor, seja uma organização B2C ou B2B - observando o comportamento do comprador dos serviços e os fatores que causam esse comportamento para mudar. CIOs não foram treinados neste modo, precisando muitas vezes se concentrar em ganhar essas habilidades, a fim de ter um relacionamento par e passo no c-suite. "

Para o crescimento da linha superior ocorrer, as equipes LOB agora têm de cooperar mais rápido como uma equipe.

"Quando CIOs tomam decisões críticas sobre quais aplicações usar, e quais as soluções que devem ser compradas, para ter o CEO e LOB stakeholders na sala para processos de decisão e não torná-lo um avaliador apenas de TI ajuda na parte de co-operação", diz Shahani-Mulligan.

"Eu estou vendo muito mais a cooperação entre os dois lados e um alinhamento muito melhor das metas que ocorreram nos últimos sete anos."

Redução de custos

Diminuir despesas não é um novo conceito para as empresas, e uma recente pesquisa da Gartner mostra que CIOs na Austrália e na Nova Zelândia podem esperar outro declínio orçamental. Como a lei de Moore mantém desencadeando novas capacidades, a expectativa dos CEO é que os CIOs devam ser capazes de fazer muito mais com menos, porque o custo do ambiente de TI está caindo vertiginosamente.

"Há muita tecnologia antiquada em grandes empresas de hoje", diz Scott Dietzen, CEO da Pure Storage. "Torna-se um enorme prejuízo para se tonar capaz de fazer coisas novas e considerar a consolidação central e consolidação de aplicações e assim por diante, então eu acho que o desafio para os CIOs é se livrar de tecnologia que já não está atendendo às necessidades do negócio."

Isso poderia envolver um foco em áreas como segurança e implementar o uso de smartphones, como parte de uma estratégia global de mobilidade. Enquanto isso, o armazenamento de dados e de gestão, com o armazenamento Flash, nuvem elástica e SaaS, poderiam ser áreas principais para a redução de custos, economizando o dinheiro do negócio e liberando dólares para a inovação.

Inovação

Muitos CIOs podem ver inovação e redução de custos como objetivos opostos, mas se feito estrategicamente este não deve ser o caso. CEOs vão querer saber se seu CIO pode gerir as os seus projetos de TI bem o suficiente para que sejam possívelis fazer economias e inovação.

"As empresas que têm massivamente terceirizado sua capacidade de TI descobriram que uma das coisas que eles perderam, inadvertidamente, é uma capacidade enorme de inovação dentro de sua organização", diz Hillard.

"Esse tem sido um dos drivers para muitas empresas trazerem alguma capacidade de volta para casa."

CIOs precisam ter confiança na sua capacidade de inovação e estar disposto a demonstrar, a à c-suite.

"Para muitas organizações, enquanto eles entendem o conceito de inovação eles não necessariamente tem a estrutura em torno deles", diz Hillard. "Uma coisa que TI faz muito bem é colocar uma estrutura em torno de coisas e CIOs costumam ter um bom conhecimento de metodologia."

Jogando em seus pontos fortes e capacidades financeiras de metodologia, os CIOs podem pegar algo efêmero e torná-lo concreto e mensurável, diz Hillard.

"Eles devem começar por realmente ajudar o CEO a colocar a estrutura em inovação, descrevendo a sua contribuição para a saúde financeira de longo prazo para a organização, e sugerindo uma metodologia para otimizar a contribuição que a inovação pode fazer para a saúde financeira de longo prazo."

Capacidade financeira

Como as instalações de TI lentamente foram transformadas em uma base de serviço, os CIOs tiveram de reunir uma melhor compreensão da gestão financeira.

"Como eu olho pelo c-suite eu acho que o CIO é um dos mais fortes gestores financeiros, em média", diz Hillard. "Eles precisam realmente aproveitar isso como uma força fundamental e aplicá-la de forma mais ampla dentro da organização à medida que avançamos para mais capacidades orientadas a serviços."

Shahani-Mulligan diz que seu CIO se reporta ao CFO, o que ela sente é benéfico para a parte financeira.

"Quando se trabalha com os CFOs, eles podem ter em conta as decisões em ambos os lados da despesa e do lado da linha superior de crescimento", diz ela.

"Eles vêem os modelos, planos operacionais e podem tomar as decisões de TI como fator em seus grandes planos da empresa ... o CFO é geralmente muito intimamente ligado ao CEO e aos negócios principais cabeças por isso também cria uma boa conexão [ao CEO]. "

De acordo com o relatório da Deloitte - Tech Trends 2015 - CIOs são capazes de ajudar a criar novas fontes de receita para a empresa como parte de uma nova "economia API ', onde as interfaces de programação de aplicativos desenvolvidos por equipes de TI internamente podem ser compartilhadas e rentabilizadas através de empresas parceiras.

Para estender o uso destas funções centrais, Hillard diz que CIOs terão de exibir habilidades de gestão financeira para que possam aconselhar sobre o custo para o negócio, e como essas APIs podem ser usados de forma mais eficaz por parte de terceiros.

Transparência

Enquanto trabalhava para manter esta abordagem multifacetada, ele pode se sentir como se seus esforços passassem despercebidos.

A melhor maneira de um CEO poder apreciar o trabalho duro que o CIO está fazendo para o negócio é o CIO garantindo total transparência, diz Hillard; especialmente no caso de um CEO que pode querer intervir e fazer uma microgestão.

"Se você deseja gerenciar a pessoa poderá denuncia-la, você quer garantir que há transparência total dentro de sua companhia de TI", diz ele.

"Expor o trabalho na íntegra também dispõe de processos que garantem que isso é uma auto-gestão ... enquanto o CEO é convidado a ser uma parte ativa de gerenciamento de TI, você está se esforçando para encontrá-los para adicionar valor estrategicamente ao invés de levá-los a gerir as questões individuais e tentar resolver o problema."

Afinal, diz Hillard, não é provável que o CEO seja um especialista.

Traduzida do original skills-your-ceo-wants por Fellipe Ferreira Freitas*.

*Fellipe Ferreira Freitas é Trainee de Administração e Finanças na Go2web.

comentários via Disqus