Nosso blog

Nove dicas para uma ótima estratégia matadora de marketing de conteúdo

Você acredita que tem uma estratégia de conteúdo apenas porque escreve alguma coisa? Aqui está a maneira certa de construir uma estratégia

Marketing de conteúdo é um dos maiores jargões tecnológicos dos últimos anos e, todo mundo está ansioso para mergulhar nele.

Na verdade, é provavelmente a maneira mais eficaz e sustentável para aumentar o tráfego, ganhar leads e aumentar a receita de uma empresa.

Infelizmente, algumas empresas e blogueiros estão absolutamente falhando nisso. Em vez disso desperdiçam seu tempo, energia e recursos precioso, perpetuando uma estratégia defeituosa.


Ilustração para estrategia de conteúdo


Para dar um fim nisso, aqui estão algumas dicas para garantir que você implemente um plano matador de marketing de conteúdo.

Incorporar esses conceitos fundamentais em sua estratégia de marketing aumentará exponencialmente suas chances de sucesso, além de fortalecer as métricas globais do seu site.

Construindo uma estratégia matadora de marketing de conteúdo

#1. TENHA UM OBJETIVO OU FINALIDADE

Mas o objetivo do marketing de conteúdo não é simplesmente construir mais tráfego para seu website?

Não exatamente.

Esse é o princípio mais abrangente, mas para desenvolver uma estratégia de marketing de conteúdo eficaz, você deve ter um propósito claro.

Para entender o que você espera alcançar, você deve responder às seguintes perguntas:

Como marketing de conteúdo se encaixa no meu plano de marketing?
O que estou tentando alcançar? Quero aumentar a minha presença on-line, leitores, lista de e-mails, novas contas, leads, e/ou receita?
Finalmente, como o marketing de conteúdo aumenta os negócios e impulsiona as vendas?
Se você estiver sem direção, seus esforços irão produzir resultados mínimos.

#2. CONHEÇA SEU PÚBLICO

Geralmente, a parte mais difícil é compreender seu público ideal.

Com quem você quer/vai falar? Esta pergunta determinará os tópicos que você irá discutir, a mensagem que você vai compartilhar, as metas e expectativas de sua estratégia, etc.

Uma extensão disso envolve perguntas, como:

Quem é meu leitor/cliente ideal e quais são seus problemas/questões/preocupações?
Como posso entregar soluções para me destacar dos meus concorrentes?
Qual é minha mensagem global e como o marketing de conteúdo ajuda ainda mais nisso?
Ao definir claramente seu público-alvo, você pode aprimorar seu plano de marketing de conteúdo para atender necessidades específicas e maximizar as conversões.

Isso evita o desenvolvimento de conteúdos que não estimulam seus objetivos.

#3. DESENVOLVA UM PLANO

Com esses elementos vitais, agora você é capaz de criar um plano de marketing de conteúdo. O estágio de planejamento começa com a pesquisa da palavra-chave para garantir que existe um público interessado.

O Google Keyword Tool e SEMrush são ótimos lugares para começar a analisar seus concorrentes, após o qual, você pode identificar os tipos de conteúdo que deseja publicar.

Então, para manter-se responsável, crie um calendário editorial. Use o volume de pesquisas de palavra-chave para criar um calendário mensal, mas deixe espaço para a flexibilidade.

Se você tem uma ideia para mudar o jogo no meio do mês, não seja tão rígido.

#4. SEJA COERENTE COM SEU CONTEÚDO

A consistência pode ajudar ou atrapalhar a sua estratégia.

É na verdade uma parte inerente da ideia de ter uma estratégia. Você pode empurrar um conteúdo incrível, mas se você fizer isso do jeito errado, você nunca vai desenvolver leitores leais.

Quem quer seguir um blog que publica o mesmo conteúdo de sempre? Pense o seguinte:

Foque na qualidade. As pessoas querem ler coisas que não desperdicem seu tempo. Sua parte é para garantir que eles vejam que vale a pena usar seu tempo para cada parte do conteúdo que você compartilhar com eles.
Motores de busca preferem classificar sites que publicam conteúdo frequentemente e regularmente, proporcionando um benefício também para a otimização.
Se você ficar sem ideias, sinta-se livre para examinar o site de seu concorrente para ter ideais. Se você não puder continuar porque o negócio está crescendo, contrate terceiros para conseguir ajuda.

#5. NÃO SE ESQUEÇA DOS LINKS INTERNOS

Os links internos são uma parte fundamental do SEO onpage. Cada parte do conteúdo que você cria deve ser interligado, e isso irá diminuir as taxas de rejeição e aumentar a quantidade do tempo que seus visitantes passam interagindo com seu conteúdo.

Evidentemente, esta prática é boa para SEO. Construir um bom sistema de links internos faz seu SEO ficar mais forte, mas mais do que isso, também fornece a seus leitores informações relacionadas que acharão úteis, mas que de outra forma seria negligenciada.

#6. CRIE UM CONTEÚDO CONTÍNUO

Quando surgir ideais de conteúdo, abra espaço para um conteúdo continuo, que é o conteúdo atemporal e consistentemente pesquisado.

Se um visitante ler esse conteúdo agora, ou daqui a 6 meses, as informações ainda serão precisas e educacionais.

O conteúdo contínuo pode vir em diferentes formas:

Artigos ou tutoriais: artigos de profundidade que dão aos seus leitores guias sobre para como realizar/criar/fazer algo.
Opiniões sobre questões de longa data de seu mercado. Polêmicas também podem conduzir o tráfego para seu site.
Listas de recursos: artigos fornecendo links (e descrições) que darão aos seus leitores mais informações sobre um tópico específico.
Jargões tecnológicos: jargões, listas de definição que são específicas do nicho FAQ, ou perguntas frequentes.
Estratégia de conteúdo não é simplesmente publicar conteúdo.

#7. COMPARTILHE E RE-COMPARTILHE SEU CONTEÚDO

Compartilhar e promover o seu conteúdo são uma parte crítica de uma bem sucedida estratégia de marketing de conteúdo.

Isso, sem dizer que você deve ter uma presença sólida nas mídias sociais, pelo menos em várias plataformas, tais como Facebook, Twitter e Google +. Não se esqueça do Instagram.

No entanto, não se espalhe tão detalhadamente. Verifique quais redes seu público usa ativamente e concentre seus esforços lá.

O compartilhamento de conteúdo é um tema sensível, alguns especialistas dizem que ele não faz nada além de irritar seu público.

Embora haja alguma verdade nisso, com o tempo certo e planejamento, compartilhar o conteúdo pode aumentar o seu alcance.

Um exemplo simples: seus seguidores do Twitter não estão online ao mesmo tempo. Se você compartilhar um artigo às 8h e depois compartilhá-lo novamente às 20h, você alcançará diferentes pessoas através dos fusos horários.

Essa lacuna de tempo também mantém em mente a necessidade de espaço de posts e não inunda os usuários com atualizações repetitivas.

#8. TIRE PROVEITO DE FERRAMENTAS

O marketing de conteúdo chegou a tais alturas que os desenvolvedores criam ferramentas específicas para ajudar os profissionais de marketing digital a simplificarem seu fluxo de trabalho.

Algumas ferramentas que você acaba usando dependerão de vários fatores, mas aqui estão algumas que ajudará para um bom começo:

Google Analytics para determinar o tráfego de mensagens, origem de tráfego de referência, taxas de conversão de medida e muito mais.
Buffer/Hootsuite para planejar, programar e analisar posts de mídias sociais.
Trendspottr para identificar temas que têm a maior probabilidade de tendências.

#9. ANALISE SEUS RESULTADOS E SE RESPONSABILIZE

A maioria das estratégias "acaba" com a análise.

Você mede o progresso geral, resultados e progresso em direção a seu objetivo declarado e avalia o que funcionou.

Eu escrevi "acaba" entre aspas devido ao fato de que o marketing de conteúdo realmente não acaba. É mais um ciclo. Você define um objetivo. Esquematiza um plano. Executa o plano. Mede o desempenho. Faz ajustes, se necessário. Em seguida, repete.

Naturalmente, se você descobrir que uma determinada atividade ou tipo de conteúdo funciona, então você continua a trabalhar nisso.

Mas mais do que simplesmente continuar, pense em maneiras de melhorar a tática para maiores ganhos.

Há sempre espaço para melhorias, tornando o processo de produção mais eficiente ou estendendo o seu alcance.

O que isso tudo significa?

Infelizmente, não há nenhuma fórmula bem definida para seguir e não existe uma estratégia que funcione sempre para cada setor/nicho.

Ao contrário, o marketing de conteúdo é sobre costurar suas atividades para suas necessidades específicas, modelo de negócio, produto/serviço, espirito, público, etc.

Não tenha medo de agitar as coisas, implementar novas estratégias e continuar a testar.


Este artigo foi adaptado do original, "9 Tips For Building A Killer Content Marketing Strategy", do Twelve Skip.

comentários via Disqus