Nosso blog

Sequoia alerta startups para efeito "cisne negro" de coronavírus

A Sequoia Capital, uma das maiores empresas de capital de risco do mundo e um dos oráculos do setor, enviou e-mail a empreendedores na quinta-feira para fazer um alerta: o coronavírus pode provocar desaceleração econômica global prolongada e alterar fundamentalmente o ambiente de negócios.

Unsplash/@samtillo
Moça com guarda-chuva e  máscara de proteção contra vírus
A Sequoia faz parte do Vale do Silício há décadas, tendo ajudado a financiar gerações de empresas, como Apple, Google, Instagram e DoorDash

O memorando, intitulado "Coronavírus: The Black Swan of 2020" (coronavírus: o cisne negro de 2020), diz que as empresas devem considerar cortar custos, revisar as previsões de vendas e economizar caixa.

A Sequoia Capital também reconheceu que muitas de suas empresas já relataram forte desaceleração das taxas de crescimento entre dezembro e fevereiro. E destacou que várias correm risco de não cumprir as metas no primeiro trimestre.

A Sequoia faz parte do Vale do Silício há décadas, tendo ajudado a financiar gerações de empresas, como Apple, Google, Instagram e DoorDash.

Em 2008, a empresa de capital de risco enviou nota parecida e ameaçadora aos fundadores intitulada "RIP Good Times" (descansem em paz, bons tempos) durante a crise da recessão. O e-mail ainda é citado nas rodas de conversa do Vale do Silício.

Na última carta, a Sequoia traçou paralelos com as crises econômicas do início e do final dos anos 2000. Segundo a empresa de investimentos em tecnologia, pode levar vários trimestres até que o vírus seja contido: "Levará ainda mais tempo para a economia global se recuperar".

Suhail Doshi, fundador da Mixpanel, financiada pela Sequoia, fez referência à mensagem "RIP Good Times" em um tuíte: "Fundadores prestes a aprender técnicas de sobrevivência de 2009". A Ironclad, outra startup do portfólio da Sequoia, disse que analisará mais de perto sua estratégia para 2020 depois de revisar o memorando.

A empresa, que usa software para automatizar processos legais, não espera grandes mudanças porque ainda não usou os US$ 48 milhões levantados com a Sequoia e outras empresas no ano passado, disse o diretor-presidente, Jason Boehmig.

A startup de aluguel de temporada Airbnb pretendia realizar um dos maiores IPOs este ano. No entanto, os planos estão ameaçados pela propagação do vírus.

O Airbnb, que também é financiado pela Sequoia, registrou declínio de cerca de 80% nos negócios da China devido ao cancelamento das reservas durante o surto.

A DoorDash, proprietária do aplicativo de entrega de alimentos mais popular dos Estados Unidos, fez registro confidencial de documentos aos órgãos reguladores para uma oferta pública inicial, informou a empresa há uma semana, quando o mercado acionário teve o pior desempenho desde 2008.


comentários via Disqus