Nosso blog

Analista de Capacidade e Analista de Desempenho estão relacionados

Para quem já é familiarizado e trabalha utilizando as boas práticas do ITIL® V3, provavelmente já se deparou com os termos Capacity e Performance.

Mas qual a diferença entre Capacity e Performance? É comum quando um serviço de TI apresenta algum tipo de lentidão, a área de Capacity Planning seja acionada, geralmente por incidentes. Qual seria papel da equipe nisso?


Infográfico colorido



Descrito como um processo no livro do Desenho de Serviço do ITIL® V3, o Gerenciamento de Capacidade, também conhecido popularmente como Capacity Planning, tem como objetivo principal que a TI garanta a capacidade necessária para os processos de negócio realizarem suas atividades, evitando que desperdício ou falta de recursos na infraestrutura causem impacto nesses processos.

É importante saber que desempenho ou performance, é uma unidade de medida de capacidade, sempre possui uma unidade de tempo, como por exemplo, tempo resposta (milissegundos), ciclos por segundo, requisições por minuto. Já capacidade inclui essas medidas, e outras como: porcentagem de ocupação, quantidade de usuários logados, etc.

O analista de capacidade tem como requisitos, conhecimento técnicos e de negócio, pois terá que analisar como eventos de negócios, por exemplo, projetos, demandas inesperada, crescimentos ou declínio no uso de recursos, impactam ou podem impactar a infraestrutura de TI no futuro. Um exemplo prático: caso uma organização adquira outra organização menor, o analista de capacidade estudará, através do histórico de utilização se a infraestrutura comporta o número de clientes a mais que irão acessar o sistema. Após chegar a conclusão, reportará a área de negócios se a infraestrutura atual está ou não adequada para receber essa demanda adicional e formara um plano de ação.

Já o Analista de Desempenho atua na maioria dos casos somente na parte técnica, pois quando há lentidões reportadas nos serviços de TI, ele terá que analisar a aplicação em si. Por exemplo, um sistema baseado no Microsoft Internet Information Services® (IIS), que está apresentando uma lentidão em seu Web Server, o analista irá realizar a possibilidade de Tunning da aplicação, podendo aumentar o número de threads ou mudando alguma configuração lógica; irá verificar os processos executando em concorrência no servidor, poderá alocar mais memória, na aplicação, caso esteja ocorrendo SWAP, entre outras atividades técnicas específicas.

Apesar da distinção entre as funções de um Analista de Capacidade e um Analista de Desempenho, ambos estão relacionados entre si, pois em algum momento um dependerá do outro para exercer as atividades, o Analista de Desempenho poderá acionar o Analista de Capacidade para adicionar mais servidores para balancear a carga, e o Analista de Capacidade pode acionar o Analista de Desempenho caso aplicação não estejam utilizando de forma correta os recursos disponíveis.

Enquanto o Analista de Capacidade faz perguntas usando a palavra "Quanto": Quantos usuários usarão o sistema? Quantas requisições de impressão serão feitas por dia?; Quanto será a previsão de vendas por mês em 2014? O Analista de Desempenho utilizará o termo "Quanto tempo": Quanto tempo o usuário demora para logar no sistema?; Quanto tempo a impressora leva para imprimir uma solicitação de 2.000 páginas?; Quanto tempo o sistema leva para fechar o negócio de uma venda?

A imagem abaixo ilustra o foco e a visão de cada área:


Setas azuis indicam foco e visão de cada área




Note que o Gerenciamento de Capacidade atua de forma mais abrangente e superficial, enquanto o Gerenciamento de Desempenho atua focada em algo específico com um nível de detalhes maior.


Fonte: ITIL Capacity Management, Larry Klosterboer.

comentários via Disqus