Nosso blog

8 estratégias para financiar seu novo negócio

Empresários e especialistas em pequenas empresas compartilham seus conselhos sobre as melhores maneiras de arrecadas dinheiro para financiar um novo negócio ou produto.


Ilustração de ima atraindo dinheiro



Como muitos empreendedores de primeira viagem sabem, ou descobriram, iniciar um novo negócio com seus próprios fundos ou mesmo com um empréstimo de banco não é fácil. Então, onde mais você pode ir para financiar o seu sonho? Felizmente, hoje em dia os empresários têm muitas opções quando se trata de financiar sua nova ideia de negócio ou empresa, muitas das quais são menos difícies de obter e menos caras do que um empréstimo bancário.

Aqui estão oito estratégias para o financiamento de um novo negócio, produto ou serviço.

1. Bootstrap - e usar cartões de crédito sem ou com baixas taxas de juros. "Juntar todo seu dinheiro solto, títulos de capitalização, etc., e descobrir a forma mais barata de fazer um negócio ou produto minimamente viável", diz Megan Cox, fundador & CEO da Wink Natural Cosmetics. "Eu fui capaz de criar a Wink, incluindo a primeira execução de produto, por menos de 2.000 dólares".

"Aproveitando 0 por cento de cartões de crédito é a melhor forma de financiar o seu negócio, pois não há juros para pagar", diz Vladimir Gendelman, fundador & CEO da Folders Company, que cria e comercializa pastas de apresentação inovadoras. "Eu era capaz de emprestar quase 50.000 dólares para começar minha empresa, utilizando cartões VISA, MasterCard e Discover. Isso me levou quase quatro anos para pagar tudo, mas eu não paguei um centavo de juros".

2. Peça aos seus amigos e familiares um empréstimo ou investimento anjo. "Se você tem uma rede de amigos e familiares com dinheiro para investir na sua idéia, comece a partir daí antes de ir para os anjos, incubadoras ou aceleradoras", sugere Simon-Pierre Behr, co-fundador e vice-presidente de vendas e marketing da SpotLight Parking. "Concentre-se naqueles que são os mais próximas a você e tem os bolsos mais cheios. Essas são as duas características mais importantes que você deve considerar, porque essas pessoas não vão tentar se envolver em sua operação, vamos divulgar você para as suas redes (networking) e não estarão buscando retornos elevados", explica.

3. Crowdfund. "Por meio de crowdfunding (sites como Kickstarter*), você pode obter apoio de milhares de investidores", diz Sandeep Sood, fundador e CEO da Monsoon, que projeta, desenvolve e comercializa aplicativos mobile e para web. "Além do mais, esses investidores não podem mesmo estar interessados em adquirir capital em sua empresa. É provável que felizmente vai financiar você porque gostaria de ter em mãos o seu produto. Na verdade, eles vão ser tão ansiosos, que eles vão pagar por seu produto meses antes que ele esteja disponível".

"Lançamos a "Less Mess Happy Mat" via Kickstarter e levantamos 72.721 dólares em 30 dias", compartilha Lindsey Laurain, fudadora da EZPZ. "Acredito que o Kickstarter é uma excelente maneira de levantar capital, introduzir um produto no mercado, o feedback, o apoio das bases... O ganho além do dinheiro é enorme", diz ela. Graças ao Kickstarter, a EZPZ conseguiu o dinheiro que precisava para financiar sua primeira corrida de produção em grande escala.

* No Brasil, ver Benfeitoria, Catarse.

4. Execute uma pré-venda. "Depois de criar e apresentar a Bare e o conceito de uma mamadeira air-free, muitos sugeriram que eu tentasse crowdfunding para financiar minha empresa", lembra Priska Diaz, fundadora & CEO da Bittylab. No entanto, "de tão inovadora que minha ideia era, ela não obteve financiamento".

Desanimada pela sua experiência no Kickstarter, Diaz decidiu tentar fazer um pouco de crowdfunding em seu próprio site, hospedagem de uma pré-venda - e publicidade com fundos PR modestos. "Dessa forma, eu me beneficiei do tráfego, eu peguei 100% do financiamento, e eu poderia passar a poupança junto aos potenciais clientes", explica ela.

O resultado: "No final da pré-venda, eu tinha 10 mil inscritos na newsletter, 8 mil visitantes únicos por mês, um PR viral e 50.000 dólares levantados que pagou o inventário".

5. Considere um site de empréstimos peer-to-peer. Sites de peer-to-peer de empréstimo, como o Prosper, permitem os empreendedores que peguem empréstimos de até 35.000 dólares. No entanto, as taxas de empréstimo variam e podem ser tão altas quanto 34% APR para os mutuários considerados com risco de crédito.

6. Retire um empréstimo voltado para micro-empreendedores*. "Um empréstimo para negócios pequenos é rápido, simples e uma alternativa ao empréstimo bancário", diz Eduardo Herrera, chefe de Comunicações da Liberty Capital Group, que prevê o financiamento de micro e pequenas empresas. "Porque estes tipos de empréstimo são principalemnte as receitas primárias e exigem menos de três meses de atividade financeira, assim potenciais mutuários podem facilmente superar obstáculos comuns, tais como crédito e tempo no negócio".

Como funciona? "A coleta é automaticamente retirada da conta do comerciante através de micro-pagamentos diários ou semanais, liberando capital de giro e aliviando o final da crise de liquidez mês", explica ele. "Com prazos que variam entre 3 a 24 meses e renovação de crédito a médio prazo, as empresas consideram que é uma linha de crédito".

* No Brasil, ver como funciona empréstimos para MEI.

7. Junte-se a uma aceleradora ou incubadora. "Olhe para aceleradoras de inicialização ou incubadoras", sugere Cox. A maioria deve dar entre 20.000 e 120.000 dólares em dinheiro ou dívida conversível para uma pequena percentagem do capital na sua empresa. Eles estão por todo o mundo, mas concentrada nos EUA".

Ser parte de uma incubadora é "uma ótima maneira de aprender sobre como fazer crescer um negócio e, o mais importante para novos empresários, para aprender como abordar e fazer pitch de apresentação para investidores", diz Rick Morrison, CEO da Comprehend, que oferece uma nuvem de percepção de daods para pesquisadores analisarem, compreenderem e explorarem dados. "Levamos investimentos da Y Combinator em janeiro de 2011. Além do programa de três meses, em que ouvimos perspicazes mentores e palestras de empresários, eles forneceram perspectivas e conselhos ao longo dos vários anos até aqui", ele conta.

* No Brasil ver Templo, Papaya, Pipa, 21212.

8. Participar de uma competição de pequenas empresas ou programas governamentais (tipo Shark Tank)*. "Com o fenômeno Shark Tank varrendo a nação, as organizações cada vez mais locais da cidade e do estado estão realizando eventos que permitem que empresas de arremesso para potenciais investidores recebam prêmios monetários", diz Nikki Hynek, CEO da Dollup Beauty, que vende maquiagem. "Nosso negócio recentemente competiu e ganhou 12.000 dólares em investimentos anjo no evento "Invest in She", organizado pela Cedar Rapids fazendo um pitching do nosso acessório cosmético, o Dollup Case, a um painel de quatro investidores", ela continua. "Não só recebemos um investimento monetário, mas também nos conectamos com investidores que estavam dispostos a nos ajudar a crescer com nosso negócio."

* No Brasil, ver Start-Up Brasil.

comentários via Disqus